À noite...


Não consigo definir o que sinto.
Durante todo o dia sorrio, rio e faço rir... Sou pedaços de sorrisos, de momentos felizes, de gestos e abraços que me alegram a alma. O dia é feliz. As horas passam e a alma não dói. Talvez não dê sinais, e seja isso. Talvez.
Entre uma e outra paragem, lá o coração aperta e o pensamento foge para longe. Mas rapidamente um ou outro tom de voz mais alto me traz de volta. E eu lá vivo, mais umas horas, entre risos e afazeres.

Quando a noite chega e o sol vai dormir, os risos, a azafama, as companhias,..., com ele se deitam também. E eu cá fico. O coração dá sinais. O peito fica apertado. Os pensamentos não param de correr de lado para lado. Esta parte do dia já dói. Já não sou forte. Já não sou sorrisos, risos e motivos de riso. Sou antes a mágoa escondida, as feridas deixadas por quem passou e não ficou. Sou o resto do que ainda fazia sentido existir. Sou angústia passada, presente e futura. Porque em cada noite, em cada fim de dia, volto a sê-lo.
Há esperança. Há vontade de amar e ser amada. Há vontade de sorrir com o teu sorriso, sejas lá tu quem fores. Há necessidade de um abraço, de uma palavra, de uma companhia. Mas que nada seja passageiro, inconstante, indefinido e incerto como é tão fácil e provável que seja.
Sim, sinto-me sozinha.
Sei que tu, tu, tu, tu e tu estão comigo. Mesmo assim há esta solidão a apertar-me o peito.
Tu, tu e tu já não estão. Quiseram ir. Com todo o direito.
Tenho sede de viver. De saber viver. Sozinha, se for o caso. Mas saber fazê-lo e saber ser feliz. Preciso.
Peço-te, meu Deus: se ainda estás comigo, faz-me forte. Faz-me capaz. Faz-me subir cada escada desta vida sem desanimar com o peso que os meus pés carregam. Faz-me ter esperança no topo do escadario e na possível felicidade que lá me espera. E, se não for pedir muito, ajuda-me a encontrar essa felicidade pelo caminho. Para que me acompanhe na caminhada e me leve ao colo quando as pernas já não mais força tiverem.
Deixa-me amar.
(ao som de "Chuva", Mariza)


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Twitter
  • RSS

10 Response to "À noite..."

  1. João Lopes says:
    23 de março de 2009 às 22:15

    Juro-te que pensei duas vezes se deveria escrever alguma coisa neste post.

    Não me sinto muito confortável em entrar nesta tua parte... (Deves perceber porque). E evito ao máximo entrar.

    Mas não podia deixar de te mostrar que imagino o que deves estar a passar(se calhar nem consigo imaginar). Mas sinceramente acredito que sim.

    Já te disse várias vezes e volto a dizer. Se existe alguém no mundo que merece ser completamente feliz, com tudo o que sonha, com tudo o que quer e com tudo que ama, essa pessoa és tu. Juro-te que é de coração.

    Eu no que poder ajudar, já sabes que estarei aqui. Para um abraço, para um mimo, para uma conversa...(li todos os teus post´s e naqueles em que dizias precisar de um abraço e de uma mão amiga pensei dar-te. Mas não surgiram ocasiões. Quer dizer... nem eram precisas ocasiões. Mas pronto... =P).
    Já sabes como eu sou...
    Se precisares deles, dar-tos-ei. Não apenas como um consolo, para que te sintas bem(apesar de ser o fundamental). Mas também ficaria feliz em tos dar =)
    Eu gosto da tua proximidade. Gosto mesmo.
    E sabes que ao fazer-te sentir melhor, sinto-me melhor eu também(pode parecer estúpido como a tua felicidade pode influenciar na minha. Mas que é verdade é).

    Acho que estou a ficar demasiadamente deprimente... =)

    E não é o objectivo desta minha marca de passagem por cá.

    Quero é um sorriso nessa carinha.
    =)
    (Ai de ti neste momento que não te estejas a rir)

    Beijinho pequeninha...

    PS: Fizeram me uma expécie de jogo estes dias...

    Já deves conhecer... Mas vou to fazer na mesma...

    1º -> Coloca a tua maozinha direita no teu ombro esquerdo.

    (NAO VALE SALTAR PASSOS =P)

    2º -> Agora coloca a maozinha esquerda no teu ombro direito.

    (Mas faz mesmo!!)

    Aperta os braços em direcção ao teu peito. Com força. Não em demasia. Nem muito de leve.
    De forma que te sintas bem, confortavel...

    Já tá... Sentiste?

    Era um abraçinho para ti =)

    Todas as manhas o sol nasce para te ver sorrir oh trenguinha. Não o desapontes...

    Beijinho...

    E desculpa este meu testamento =o)

  2. Ana C. says:
    23 de março de 2009 às 22:39

    Ao som de Chuva da Mariza tudo fica um bocadinho mais triste. Essa música faz-me sempre chorar...
    E à noite morre-se mais devagar, tudo dói mais, custa a passar, adenssa-se.
    É claro que vais conseguir chegar ao topo dessa escadaria sim e vais dar muito mais valor, porque já estiveste cá em baixo no último degrau...

  3. Charlotte says:
    23 de março de 2009 às 22:56

    Izzie,nunca percas a esperança...encontrar a felicidade total, para mim, é quase impossível,mas podemos alcançá-la em certos momentos da nossa vida. Em certas alturas, a noite também é o meu refúgio, é onde me sinto mais à vontade para libertar as minhas mágoas.
    Não te esqueças que ainda és muito jovem...hás-de encontrar alguém que te acompanhe nessa tua caminhada para a FELICIDADE!
    NÃO DESISTAS!
    Beijinhos

  4. André says:
    24 de março de 2009 às 12:46

    "O rapaz acordou sobressaltado. A rapariga que momentos antes estava ao seu lado a sorrir, desvanecera. Teria sido um sonho? Ímpossivel. Ou talvez fosse. Todos os sorrisos partilhados, todos os momentos passados e todas as emoções trocadas passaram rapidamente na sua mente, para depois ficar vazia. A doce fragrência da rapariga parecia ainda estar presente, ou seria alucinação? Sentia amar essa pessoa, mas ao mesmo tempo que nunca a tinha conhecido.
    Os sonhos não são para levar a sério.. - pensou o rapaz, encolhendo os ombros. Era na verdade uma pessoa fraca. Deixava-se levar pela ilusão de felicidade dada por um sorriso. Era incapaz de quebrar a sua rotina, mesmo que fosse isso que realmente quisesse.
    Espreguiçou-se, olhou-se ao espelho, lavou a cara e enquanto passava na sala reparou num pequeno bilhete ao lado da foto com a sua namorada.
    "Encontra-te", estava escrito a letras suaves, com caligrafia feminina. O rapaz olhou intrigrado para o bilhete, pegou nele, amarrotou-o e deitou-o ao lixo."

    Digo-vos caros seguidores deste lindissimo blog. Foi a coisa que o rapaz mais se arrependeu de fazer na vida, e será a sua maldição para um futuro próximo, podendo até levá-lo à sua possível auto-destruição.

  5. Izzie says:
    24 de março de 2009 às 18:34

    Joaozinho, nem tenho palavras:). Tu sabes!
    És um grande pilar, que me dá muita força e muita segurança. Eu sei que fazes tudo para me fazer rir e estar bem. E eu dou muitas graças por isso! Já sabes que o teu lugarzinho no meu coração está para sempre guardado...
    Beijinho grande. Muito grande. E um abraço, claro.

  6. Izzie says:
    24 de março de 2009 às 18:37

    Ana C., as tuas palavras são sempre muito sábias e sinto-as sempre como um carinho:).
    Obrigada. Isto não é nada. é só mesmo o que eu quis passar no texto. Que apesar de tudo, e de a vida ser simples de se viver até, há sempre aqueles momentos mais "sozinhos" em que todo o mundo dorme e o nosso coraçãozinho aperta!
    Um beijo

  7. Izzie says:
    24 de março de 2009 às 18:40

    Charlotte, eu tenho essa noção. Sou muito jovem e, se tudo correr bem, ainda haverá muita vida para eu viver. Muitos caminhos para descobrir, muitas escadas para subir...mesmo que com esforço. Esperança?
    Senpre! é o que me move na vida. Acho que se a perder um dia, não saberei viver mais.

    Um abraço

  8. Izzie says:
    24 de março de 2009 às 18:41

    André, obrigada por mais uma das tuas bonitas histórias.

    Tenho a certeza que o rapaz irá a tempo de não se perder. Com certeza que se "Encontrará".

    Um beijo

  9. Desinteressado says:
    25 de março de 2009 às 15:25

    ola
    passa pelo meu cantinho teras la algo que iras gostar...
    e ja agora adorei este post esta magnificamente belo...parabens!!

    Beijocas Desinteressadas

  10. MG says:
    27 de março de 2009 às 12:39

    obrigada. ah muito que nao sabia como expressar isto que sinto por palavras, mas tu conseguiste. obrigada e adoro o teu blog : )

Copyright 2009 Encontra-me...
Free WordPress Themes designed by EZwpthemes
Converted by Theme Craft
Powered by Blogger Templates